Amor e suas estações


Ah!...
Lembro-me do doce verão
Dos seus braços no embalo dos meus
Da sua boca quente nas volúpias do desejo
Dos teus afagos lentos, e intensos

Ah!...
Lembro-me do outono
Da sua pele branquinha
Dos beijos molhados
Das tardes quentes que passamos juntos
Da ilusão do dia ser eterno

Ah!...
Lembro-me do inverno
Do frio que leva ao prazer
Do abraço aconchegante regado de poesia
Da melodia suave vinda do seu suspiro
Da paixão que embriaga a alma e distrai o coração

Ah!...
Lembro-me da primavera
Do namorico debaixo do ipê amarelo
Das folhas verdinhas nos fazendo companhia
Das mãos entrelaçadas
Do sublime desejo de amar e ser amada

Ah!...
Lembranças não me faltam
E, hoje no cair da tarde
Elas se tornam apenas companheiras da solidão
Aguardando a chegada de mais uma estação

Um comentário:

  1. Fernanda,
    fiz uma visita ao teu blog - gostei! Estou seguindo. Bj,

    LL

    ResponderExcluir

Como foi maravilhoso receber você aqui no "Poesia Impulsiva". Fique a vontade para comentar e até mesmo voltar quantas vezes quiser.

Leia antes de fazer seu comentário:

* Os comentários do Blog são moderados e serão liberados após constatação de que estão de acordo com assuntos do post;

* Podem comentar no blog qualquer pessoa devidamente identificada;

* Palavras ofensivas não serão aceitas e consequentemente removidas;

* Os comentários não refletem a opinião da autora.