Meu amor foi embora



No escuro da noite,
Nas pontinhas do pé,
No silêncio infeliz,
Você apareceu.

Chegou como quem não queria nada,
Falando pouco,
Observando muito,
E, sorrindo quase nada.

Mostrou cores,
Bailou poesia,
Cantou as mais belas melodias.

Me envolveu e me seduziu,
Roubou as cenas da minha vida,
Transformou dois em um.

Conheci a paixão,
Senti o prazer,
Mergulhei na ida sem volta.

Vivi,
Revivi,
Acordei!

Meus olhos viraram rios de lágrimas,
Gritos de dor,
Súplicas de desespero.

Num dia você chegou;
Trouxe o amor,
E, agora resolveu levá-lo embora.

2 comentários:

  1. ... e o amor é uma ave inquieta, encanta-se, mas parte, sempre parte de nós! abraço

    ResponderExcluir

Como foi maravilhoso receber você aqui no "Poesia Impulsiva". Fique a vontade para comentar e até mesmo voltar quantas vezes quiser.

Leia antes de fazer seu comentário:

* Os comentários do Blog são moderados e serão liberados após constatação de que estão de acordo com assuntos do post;

* Podem comentar no blog qualquer pessoa devidamente identificada;

* Palavras ofensivas não serão aceitas e consequentemente removidas;

* Os comentários não refletem a opinião da autora.